Coisas Importantes que os Web designers Precisam Saber Sobre Segurança Cibernética

Confira, neste artigo, dicas essenciais para melhorar a segurança de profissionais de web design.

Você trabalha com design de websites e tudo relacionado a esse tipo de conteúdo, certo? Você é um dos “arquitetos da internet”. Entre a interface que o usuário final enxerga na tela do computador, do smartphone e do tablet e os cliques, há todo um imenso trabalho do qual você faz parte.

Sendo assim, o profissional da área de webdesign é um dos principais elementos que precisa aprender conceitos fundamentais sobre segurança cibernética. Isso significa um trabalho mais responsável e seguro para seus clientes, para as pessoas que vão acessar esses conteúdos e, claro, para você.

Aqui, vamos apresentar algumas dicas de segurança online especialmente voltadas para profissionais da área.

Conheça o código

Essa é uma dica fundamental para qualquer pessoa que trabalha com programação, em qualquer nível ou área. Você precisa conhecer, ou melhor, dominar o código com o qual está trabalhando. Seu desconhecimento pode gerar erros e falhas no código e na estrutura – e, definitivamente, algum hacker vai tirar proveito disso. Faça cursos de aperfeiçoamento e procure acompanhar as novidades sobre os códigos com os quais você precisa trabalhar, especialmente suas principais fraquezas e os melhores métodos de resolvê-las.

Evite redes públicas

Se você compartilha uma rede com outros usuários, sua vulnerabilidade cresce. Tenha uma conexão privada para garantir maior segurança, ao menos nos momentos nos quais você esteja desenvolvendo algum projeto para seus clientes. Uma das melhores formas de evitar ameaças é manter a integridade da sua rede – e talvez você seja o único usuário da internet no qual você possa realmente confiar.

Crie senhas fortes (e mantenha-as em segurança)

Crie senhas de acesso com boa estruturação, evitando senhas simples (como as clássicas combinações numéricas em sequência) que podem facilmente ser rastreadas ou mesmo adivinhadas. Evite também criar senhas baseadas em informações visíveis ao público em geral – como senhas obviamente ligadas ao produto, serviço ou mensagem do website. E, mais importante, não compartilhe suas senhas de acesso com terceiros, a menos que sejam pessoas diretamente envolvidas no projeto e que precisem acessar determinadas informações para sua execução.

Faça backups periodicamente

Mesmo tomando todos os cuidados possíveis em relação à sua segurança, nunca se pode ter certeza sobre a integridade de uma conexão (e que o diga Julian Assange). Por isso, para evitar perdas desnecessárias de dados, mantenha backups dos códigos fontes e de outras informações e faça esses backups com certa periodicidade – diária, semanal, mensal, etc.

Use um provedor VPN

Outra dica bastante importante para aprimorar sua segurança cibernética é utilizar um bom provedor VPN. Mas, o que é VPN? Neste artigo você terá uma boa noção do que são estas ferramentas.

Escolha um bom aplicativo do tipo e faça o download de um provedor VPN compatível com suas necessidades. Esses softwares ajudam a criptografar sua rede e torná-la essencialmente “blindada” contra ataques externos.

Esses provedores são bons para todos os dispositivos conectados à sua rede, inclusive os dispositivos móveis, como smartphones e tablets (principalmente aqueles que utilizam sistemas operacionais Android, que são os alvos preferenciais dos hackers).

Esqueça o “faça você mesmo”

Se você não domina algum aspecto do projeto, não se arrisque. Antes, estude o máximo possível sobre os aspectos que você não domina. Se você gerencia um projeto, procure por algum profissional realmente qualificado. Se você está prestando um serviço, seja honesto sobre suas capacidades e não se arrisque a abrir brechas desnecessárias que podem ser aproveitadas por pessoas mal intencionadas.

Proteja as informações sensíveis

As informações sensíveis (sensible data) incluem suas informações pessoais, da empresa, do projeto, dos clientes e quaisquer outros dados de caráter privado e particular, cuja exposição pode ser prejudicial. Use bons firewalls, cuide da integridade da sua rede e faça varreduras periódicas nos dispositivos, usando bons antivírus.

Atualize os certificados de segurança

Outra dica fundamental para garantir a segurança essencial de qualquer website no qual você trabalha é manter os certificados e serviços de segurança sempre atualizados. Como as vulnerabilidades e ataques são constantemente atualizados, é importantíssimo manter as ferramentas de integridade e segurança dos seus websites sempre atualizadas para que elas possam lidar com estas ameaças de modo mais funcional.

Quando, por exemplo, um certificado SSL fica desatualizado, isto mostra que o site não está totalmente protegido. É importantíssimo renovar sempre os certificados SSL, as ferramentas de proteção de websites (como o WAF) e outros recursos, como o Pentest.

Esteja um passo à frente

A melhor forma de se manter seguro é conseguir antecipar situações de risco. Se você desenvolve algo para a web, não pense apenas nas áreas explicitamente mais vulneráveis (como os campos para entrada de informações dos cartões de crédito, informações do cliente e áreas de compras e transações online). Ao invés disso, é bom investir na segurança de todos os elementos do website, inclusive aqueles que aparentemente não atraem tanta atenção de hackers. Os pontos menos óbvios podem ser os alvos preferenciais.

Navegue com cuidado

Essa dica pode parecer óbvia para quem trabalha com websites, mas é impressionante a quantidade de malware espalhado pela rede, inclusive na forma de websites aparentemente inofensivos. Navegar em modo anônimo, usar um navegador atualizado e confiável e evitar endereços eletrônicos desconhecidos ou sem as devidas certificações de segurança são dicas essenciais.

Gostou do artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
André Lug

André Lug

Apaixonado por design e desenvolvimento de websites. De vez em quando gosta de escrever sobre produtividade, como é ser um freelancer e algumas reflexões da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *