Como fazer SEO para e-commerce?

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Você já pensou em fazer SEO para o seu e-commerce? 

Essa estratégia consegue atrair tráfego qualificado para o seu site, afinal, os usuários estão buscando conteúdos no Google.

Quando o assunto é e-commerce, o SEO causa impactos positivos para as vendas. 

É com o auxílio do SEO que é possível ganhar mais posicionamento no Google e alavancar sua estratégia digital.

No entanto, quanto mais usuários interessados no seu produto, maior será a possibilidade das suas taxas de conversão aumentarem.

Se você quer aplicar técnicas de SEO no seu e-commerce, acompanhe esse artigo até o final e saiba como. 

Boa leitura!

O que é SEO para e-commerce?

O Search Engine Optimization, ou apenas SEO, é uma técnica de marketing utilizada para otimizar sites, blogs e todas as páginas online.

Para e-commerce, o SEO busca melhorar o posicionamento da marca no Google, gerando tráfego e promovendo um aumento das vendas juntamente com a divulgação da sua loja.

Entre as vantagens que podem ser notadas estão:

  • Atrair mais visitantes para as páginas;
  • Ganhar destaque, autoridade e visibilidade para a marca;
  • Aumento das vendas e faturamento do e-commerce;
  • Experiências otimizadas para os usuários;
  • Custos de anúncios patrocinados mais baixos.

Como funciona o SEO para e-commerce

Quando um consumidor realiza uma pesquisa no Google, o buscador tem como função garantir que aquele ou qualquer outro usuário fique satisfeito com os resultados. 

Mas, para que isso aconteça, o Google utiliza robôs também conhecidos como Googlebots para realizar uma pesquisa minuciosa.

Esses robôs realizam um rastreio em todas as páginas a fim de selecionar os melhores resultados, de acordo com o que foi consultado.

Todos os fatores de otimização são apresentados e considerados, até que cheguem no resultado ideal. 

Impacto de bons resultados orgânicos para a loja virtual

Bons resultados é a chance de alcançar bons tráfegos conquistando reconhecimento de mercado.

Entretanto, o Google é o gigante da era internet, fazendo com que a maioria dos tráfegos venha desse mecanismo de busca. 

Portanto, ter uma boa classificação é obrigatório para ser reconhecido.

Esses resultados levam os consumidores à loja virtual. 

E para garantir que eles retornem e se tornem clientes fiéis, alguns pontos devem ser priorizados.

Um design responsivo eficiente, garantia de produtos em estoque para o consumidor levar o que procura, checkout transparente e fácil de finalizado e um atendimento rápido e humanizado.

Os e-commerces precisam entender e reconhecer o customer experience. 

Assim, começam a entender de fato o que os consumidores desejam. Entre eles, as variedades de pagamento.

Com ela, há também recursos de proteção para estes meios.

Como a criptografia avançada para pagamentos via WhatsApp e o blockchain para para os pagamentos no meio bitcoin. 

Além disso, podem apostar também em tendências que o novo consumidor deseja, como: busca por voz, experiência omnichannel, m-commerce, recursos visuais e compras mobile. 

5 dicas para fazer SEO para e-commerce

Quanto maior for o seu posicionamento em sites de busca, maiores serão as chances de gerar tráfego. 

É comum usuários não passarem da primeira página nos resultados de pesquisa. Então, aposte em SEO para estar sempre no topo.

Se o seu foco é fazer SEO para o seu e-commerce e consequentemente conseguir mais tráfego orgânico e vender mais, algumas dicas devem ser seguidas à risca, afinal, são bem valiosas.

#1 Faça boas escolhas de palavras-chaves

A palavra-chave merece destaque como foco principal do seu landing page. 


Deve ter uma forte descrição do que a página apresenta se unindo ao que a marca faz.

Bons conteúdos são criados com palavras-chaves, e quando sabemos usá-las levamos mais usuários ao site.

#2 Invista em Link Building

Apostar em Link Building é a forma de construir relação com os veículos de comunicação.

Sempre selecionando de acordo com métricas e distribuindo conteúdos otimizados com o nome da sua empresa. 

Essa ação poupa tempo e garante resultados, mesmo que sejam a médio ou longo prazo.

#3 Determine as heading tags

Esse recurso serve para dar destaque aos títulos e subtítulos. 

São códigos HTML conhecidos por H1, H2,H3 até que chegue no H6, posicionados de acordo com a hierarquia do conteúdo.

O H1 pode ser utilizado apenas uma vez em cada página, o restante podem ser repetidos porém com cautela, lembre-se de seguir a hierarquia H2, H3 e assim sucessivamente. 

#4 Otimize as imagens

As imagens são as vitrines do seu e-commerce e do layout de sites, escolha boas fotos e tenha cuidado com as tags utilizadas. 

Esse cuidado faz com que os produtos apareçam nas pesquisas de imagem, garantindo mais compras.

#5 Organize a arquitetura do site

Produtos bem organizados fazem parte da arquitetura da página. 

Da home até o rodapé do site, uma hierarquia precisa ser seguida, fazendo com que exista uma lógica. Isso faz toda a diferença na hora de proporcionar experiência para os usuários.

Um curso de informática básica pode auxiliar na hora de se dar bem com a internet.

Podemos concluir que o SEO precisa ser contínuo. O mercado segue em constante evolução, então esteja sempre atento para as oportunidades de otimização do seu e-commerce.

É hora de colocar a mão na massa e turbinar o seu e-commerce! 

Aprender sobre essas dicas básicas e colocá-las em prática é uma forma de conseguir novas experiências aderindo ao SEO

Existem diversas ferramentas para proporcionar vantagens em relação aos concorrentes. 


Vale analisar aquilo que irá suprir suas necessidades.

Gostou do artigo?

Facebook
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Paula Moraes

Paula Moraes